PROJETOS

Pesquisa, experimentação e criatividade são permanentes no trabalho do duo PRISMAS. As apresentações seguem um projeto autoral ou encomendado para o duo, de acordo com uma temática. Conheça aqui os projetos do duo PRISMAS e os respectivos repertórios.

 

UM OLHAR BRASILEIRO

Concerto apresentado em Estrasburgo e Paris, em janeiro de 2014

"Um olhar brasileiro" é um recital para canto e piano, em que a cantora Joana Mariz e o pianista Marcos Pantaleoni passeiam pelo repertório brasileiro, latinoamericano e ibérico de câmara e buscam diálogos entre a tradição erudita e a popular.


A ideia é estabelecer pontes entre o repertório de concerto, a música popular e a música tradicional, e vencer as fronteiras imaginárias que se colocam entre os vários nichos da música ocidental.

Procurando sonoridades contemporâneas e ao mesmo tempo a raiz das culturas brasileiras e vizinhas, o Duo busca articular perspectivas para a canção no século XXI.


No recital "Um olhar brasileiro” o duo Prismas se debruça sobre obras eruditas e populares brasileiras, latinoamericanas e espanholas, em uma busca por um novo viés de sua própria identidade, como artistas nascidos e formados no Brasil. 


No repertório, obras de Villa-Lobos, Manuel de Falla, Alberto Ginastera, Alberto Grau, Félix Luna e Ariel Ramírez, Jacob do Bandolim, Armando Albuquerque, Claudio Santoro e Camargo Guarnieri, entre outros.

REPERTÓRIO

Claudio Santoro (Brasil)

Acalanto da rosa

Ouve o silêncio

Amor que partiu

Alberto Ginastera (Argentina)

Triste

Zamba

Manuel De Falla (Espanha)

Siete canciones populares españolas

Heitor Villa-Lobos (Brasil)

Saudades da minha vida

Canção do carreiro

Abril ((( YouTube )))

Redondilha

Realejo

Alberto Grau (Venezuela)

Triptico ((( SoundCloud )))

Marcos Pantaleoni (Brasil)

Rio na sombra

Astor Piazzolla (Argentina)

Maria de Buenos Aires

César Guerra-Peixe (Brasil)

Ê-boi! ((( SoundCloud )))

Félix Luna e Ariel Ramírez (Argentina)

Afonsina y el mar

Símon Diaz (Venezuela)

Tonada de la luna llena

Camargo Guarnieri (Brasil)

Três canções

Jacob do Bandolim (Brasil)

Doce de coco

Tom Jobim e Vinicius de Moraes (Brasil)

Estrada Branca

Hermeto Paschoal (Brasil)

Chorinho pra ele

Lorenzo Fernandes (Brasil)

Berceuse da onda

 

ORIGEM E INVENÇÃO

Concerto realizado no Sesc Vila Mariana
e demais centros culturais alternativos de São Paulo, em 2014

Em seu projeto "Origem e Invenção", o duo PRISMAS procura novas perspectivas para a interpretação da canção de câmara.

Num recorte que privilegia o diálogo entre a música de concerto e a tradição popular, nas obras de compositores brasileiros, latinoamericanos e europeus do século XX, o duo busca releituras que transcendam as fronteiras imaginárias que se colocam entre os repertórios tradicional, popular e erudito.

A liberdade de interpretação é a principal ferramenta para realçar o enfoque que o duo confere às peças executadas: desde as variações do timbre vocal e do toque do piano ao acréscimo de percussão ou efeitos sonoros às partituras originais, o objetivo é construir imagens que potencializem os vários ambientes musicais sugeridos pelos compositores, para além dos nichos convencionais da música ocidental.

REPERTÓRIO 


Heitor Villa-Lobos (Brasil)

Serestas escolhidas:

Abril (( YouTube ))

Canção do Carreiro

Realejo

Redondilha

Alberto Grau (Venezuela)

Triptico (( SoundCloud ))

César Guerra-Peixe (Brasil)

Ê-Boi (( YouTube ))

Alberto Ginastera (Argentina)

Cinco Canciones Populares Argentinas (( YouTube ))

M. Camargo Guarnieri (Brasil)

Três canções

Maurice Ravel (França)

Cinq Mélodies Populaires Grècques

Armando Albuquerque (Brasil)

Click-Click

György Ligeti (Hungria)

Harom Weöres Dal

Manuel de Falla (Espanha)

Siete Canciones Populares Españolas

FICHA TÉCNICA

Joana Mariz (voz)

Marcos Pantaleoni (piano)

Marcel Balciunas (participação especial – percussão)

Calixto de Inhamuns (direção cênica)

 

MISTÉRIOS DE GAIA

Apresentação integrada à série "Mulheres em Pauta" no Sesc Vila Mariana, em 2017

Duo Prismas (Joana Mariz, voz e Marcos Pantaleoni, piano) mostra nesse concerto uma seleção de música de câmara do século XX e XXI de autoria de mulheres, num recorte que privilegia as sutilezas da criatividade e da percepção femininas, seja na construção musical, seja no texto, colocando lado a lado peças modernas, líricas, experimentais e releituras de peças populares, de autoras como Nadia Boulanger, Michelle Agnes, Joyce e Isabel Aretz, para compor, longe dos estereótipos, um retrato multifacetado da alma feminina.

REPERTÓRIO

Essa música que me envolve (excerto)
Ilza Nogueira (Brasil, 1948)
Texto: Walt Whitman

Retrato
Lina Pires de Campos (Brasil, 1918-2003)
Texto: Cecília Meireles

Le couteau
Nadia Boulanger (França, 1887-1979)
Texto: Camille Mauclair

Três cantos índios
Isabel Aretz (Argentina/ Venezuela, 1909-2005)
Textos recolhidos nas serras do Peru

Pobre cego
Dinorá de Carvalho (Brasil, 1905-1980)
Texto do folclore maranhense

Espiral (interlúdio)
Lea Freire (Brasil, 1957)
Arranjo: Marcos Pantaleoni

Reflets
Lily Boulanger (França, 1893-1918)
Texto: Maurice Maeterlinck

Minimal songs
Michelle Agnes (Brasil, 1980)
Texto: Francisco Alvim e Pedro Fragelli

Mistérios (( YouTube ))
Joyce (Brasil, 1948)
Arranjo: Marcos Pantaleoni

Cita
Blanca Estrella de Mescoli (Venezuela, 1915-1986)
Texto: M.F. Rugeles

As sem-razões do amor
Cirlei de Hollanda (Brasil, 1948)
Texto: Carlos Drummond de Andrade

 

À PROCURA DE UMA SUBSTÂNCIA

Show apresentado em três formatos em 2018. Espaço Musical Ricardo Breim, Auditório da Galeria Olido e Espaço Cultural Cachuêra.

O show “À procura de uma substância” traz o trabalho acústico do duo para canto e piano, num programa em que coexistem o barroco Claudio Monteverdi, o húngaro e contemporâneo György Ligeti e a etnomusicóloga argentina Isabel Aretz Thiele; obras-primas dos compositores de música popular Joyce Moreno e Milton Nascimento e o aboio de Guerra-Peixe; as canções folclóricas de Luciano Berio e as canções mínimas da jovem Michelle Agnes.

O show tem três formatos: a versão para o duo, e outras duas versões com convidados especiais (com guitarrista Rodrigo Bragança a cantora Tati Parra, e na outra versão com a violinista Alice Beviláqua).


O “Ato poético contra o analfabetismo político” de André Gravatá, é recitado em fragmentos entre as canções, em meio à liberdade da improvisação livre do piano de Marcos Pantaleoni e dos músicos convidados.

REPERTÓRIO

​Lamento della Ninfa (Claudio Monteverdi, circa 1638)
(( YouTube ))

​Retrato (Lina Pires de Campos)

Mistérios (Joyce Moreno e Maurício Maestro)

(( YouTube ))

​Três canções de Weöres (György Ligeti)


​Canções folclóricas (Luciano Berio)


Um gosto de sol (Milton Nascimento)

Canções mínimas (Michelle Agnes)

​Ato poético contra o analfabetismo político (recitação do poema de André Gravatá com improvisação livre)


​Le Couteau (Nadia Boulanger)


Espiral (Lea Freire)

 

©2018 by duo PRISMAS.

duo PRISMAS na Olido

Show "À procura de uma substância"